Saiba como divulgar sua marca na internet


O marketing e a divulgação em geral sempre foram fundamentais para o crescimento sustentável de uma empresa. Hoje em dia, o Marketing Digital acabou concentrando em si mesmo grande parte dessa importância.

Isso não quer dizer que as modalidades off-lines de marketing e publicidade não tenham sua importância, ou que já não tragam nenhum resultado.

Ainda existem muitas empresas que lidam com impressos de todo tipo, desde panfletagem até outdoors e similares. Até as grandes marcas continuam investindo nessas frentes, embora também apostem no digital.

Contudo, o fato é que o marketing de tipo on-line permite hoje algumas vantagens que até algumas décadas atrás seriam realmente impensáveis.

A que mais salta aos olhos é a da democratização dos meios de divulgação. Atualmente os motores de busca se tornaram as maiores vitrines do mundo, e qualquer empresário ou mesmo autônomo pode divulgar sua marca neles.

Antigamente as maiores vitrines eram os horários nobres de grandes emissoras televisivas, cujos valores praticados para anúncios comerciais eram inacessíveis para muitos.

Adiante aprofundaremos nesse ponto e veremos que, mais do que aparecer nos buscadores, hoje qualquer um pode fazê-lo de dois modos, sendo um deles gratuito.

Outro ponto que salta aos olhos é a questão da parametrização. O marketing off-line sempre teve o problema das métricas e o desafio de mensurar qual era seu alcance real.

Na televisão, por exemplo, jamais seria possível saber quantas pessoas assistiram de fato a um comercial que circulou no intervalo desta ou daquela programação.

Com rádio, outdoors, panfletos e afins o problema permanece, ou mesmo se agrava. Já o marketing digital tem meios de parametrização e controle de resultados incríveis.

Muitos deles também são gratuitos e, com poucos cliques, colocam nas mãos dos empresários os números exatos do público realmente impactado pelas peças e campanhas digitais.

Para além da democratização e da parametrização, o que o marketing digital faz, obviamente, é trazer resultados efetivos, e por isso ele é tão importante.

Portanto, se você quer fazer parte dessa história que já se tornou uma verdadeira revolução digital, e compreender como é possível divulgar sua marca, fortalecê-la, captar mais leads do que nunca e fidelizar sua clientela, siga conosco na leitura deste artigo.

Entenda a jornada do cliente e o funil de vendas

O conceito de funil de vendas é bem mais antigo do que a internet e a revolução da esfera digital. Contudo, ela veio para dar novos sentidos e novas estratégias a ele.

A ideia da clássica pipeline de vendas reside em fazer com que uma pessoa interessada em um serviço percorra algumas etapas até se tornar um cliente efetivo da sua marca.

Ela é igualmente fundamental no marketing digital, e seria muito difícil alguém conseguir divulgar sua marca na internet sem dominar ao menos os pontos centrais desse conceito, que abaixo será aprofundado.

Imaginemos o seguinte: uma determinada empresa pode ter várias dificuldades com trâmites legais na exploração de um terreno, sem saber que existem escritórios de geologia e meio ambiente que podem ajudar, por exemplo, com a investigação detalhada cetesb.

Quando você faz a prospecção do mercado que pode ser explorado por você, e leva ao conhecimento das pessoas a sua marca e as soluções oferecidas por ela, você está captando leads para que, futuramente, seu departamento comercial converta em clientes.

É disso que o funil de vendas trata. Ele teoriza essas etapas e cria métodos e estratégias que visam a acelerar esse percurso que o cliente deverá correr, também conhecido como “jornada do cliente”. Já o marketing digital torna isso muito mais prático e promissor.

As etapas clássicas do funil são as seguintes:

  1. Visitantes: os que tomam conhecimento da sua marca;
  2. Leads: os que deixam contigo algum tipo de contato;
  3. Oportunidades: os que interagem com materiais seus;
  4. Clientes: os que decidem e fazem a primeira compra;
  5. Fidelizados: os que se tornam fãs e defensores da marca.

O funil é o mesmo para pessoas físicas e pessoas jurídicas. Imaginemos um laboratório que presta serviços de calibração de equipamentos volumétricos.

O público-alvo dele percorrerá a mesma jornada que os clientes do mercado de roupas, joias, calçados, alimentos e demais itens de consumo de massa.

Também assim, só de ler as etapas do funil já fica claro como o marketing digital pode estreitar e muito essa relação com os clientes, que antes contavam apenas com canais como telefone e correspondência para se comunicarem com as empresas.

Adiante veremos um dos modos mais práticos de fazê-lo: o e-mail marketing.

O avanço das newsletters: uma estratégia incrível

Talvez o modo mais prático e acessível de fazer uma divulgação bacana da sua marca na internet seja a do e-mail marketing, geralmente utilizado como um recurso de newsletter.

Também é interessante utilizar esse exemplo, pois as newsletters evoluíram do marketing off-line: no começo elas eram impressas e despachadas pelos correios para o endereço de cada uma das pessoas inscritas na respectiva campanha da empresa.

Ou seja, se uma revendedora do mercado industrial recebia novas peças para transpaleteira hidráulica, com tecnologias que acabavam de chegar ao país, ela precisava fazer todo um trabalho gráfico para suas newsletters poderem circular fisicamente.

Hoje você pode criar um e-mail em poucas horas e fazer seu boletim informativo chegar a empresas e profissionais do país inteiro com poucos cliques, recebendo pedidos dos quatro cantos do Brasil.

Essa é uma das maneiras mais eficientes de divulgação. Há várias pesquisas que apontam nesse sentido, uma delas feito pelo próprio Google, segundo o qual a média de e-mails disparados diariamente já é de 1,5 milhão.

Essa estratégia também serve para qualquer segmento. Se você tem uma clínica de pets, que faz desde vacinação de animais domésticos até exame oftalmológico veterinário, as newsletters podem fazer uma ponte com seus clientes jurídicos.

A dica de ouro sobre as newsletters digitais é que os textos sejam curtos, diretos e, além de bem escritos, que contem com imagens sempre que possível. 

Já os disparos precisam ser feitos apenas para quem se inscreveu e informou deliberadamente um e-mail de contato.

Daí a importância da captação de leads, que veremos adiante.

Como crescer ainda mais por meio de blogs e vlogs?

Se os e-mails que você escreve estão dando resultados, você sabia que pode transformá-los em um material ainda mais promissor?

Trata-se dos blogs e vlogs como canal de comunicação em massa com o seu público. 

Você pode transformar o material digitalizado e disparado por e-mail em posts e artigos, e por meio disso captar ainda mais leads e contatos de pessoas interessadas.

Já popularizado como marketing de conteúdo, esse é um dos métodos mais eficientes para uma empresa divulgar sua marca na esfera digital.

Ou seja, quando o cliente em potencial lê um artigo bem escrito sobre eliminador de gotas torre de resfriamento, ele entende que está diante de uma autoridade nessa área de engenharia industrial, e se torna um visitante fiel.

O segredo dos blogs é saber captar a atenção dos visitantes sem ser chato ou “comercial” demais. 

Por isso, utilize formulários simples no começo, que peçam apenas o nome, o e-mail, o endereço e alguma outra informação imprescindível.

Os detalhes de que você precisará futuramente, até para poder disparar newsletters mais assertivas para cada um dos contatos, você conseguirá com o tempo, conforme a relação com o lead for aumentando.

Apressar-se nessa etapa é um dos maiores motivos de fracasso nesse quesito. Se o cliente leu um artigo seu sobre solda em aço carbono, isso não quer dizer que ele necessariamente precise de um serviço de usinagem para amanhã, concorda?

Outra dica é criar um canal de publicação de vídeos em plataformas de tipo vlog. Parece difícil, mas para dar esse passo basta, além de alguns treinos, transformar seus textos em script.

Lembremos que, segundo dados do Cetic.br (Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação), mais de 70% dos internautas preferem um vídeo a um texto.

Nos dois casos, você ainda irá fidelizar seus clientes, pois estará sempre publicando novos conteúdos gratuitos e chamando a atenção deles.

Por que o SEO e o PPC são tão importantes?

Como vimos acima, os buscadores são a maior vitrine do mundo. Por isso não é possível falar em marketing digital sem falar sobre eles, que certamente também estão entre as melhores maneiras de divulgar sua marca na internet.

Ao jogar uma palavra-chave como barra roscada com olhal em um motor de busca é possível encontrar centenas de milhares de resultados em um ou dois segundos. Se a empresa trabalha com isso, ela pode canalizar toda essa audiência.

A maneira gratuita de fazê-lo é por meio do SEO (Search Engine Optimization), que são os métodos de otimização de páginas para os motores de busca.

Ao cumprir os algoritmos de exigência dessas plataformas, que determinam que sua página seja original, relevante e tenha links com outros materiais bons, você pode chegar a ser ranqueado nas primeiras páginas, na seção orgânica das buscas.

Já a seção paga é a dos links patrocinados, conhecidos como PPC (Pague-por-Clique). O valor varia conforme as palavras-chave, e tem um custo totalmente diferente para “onde comprar roupas em conta” ou “hidrojateamento abrasivo”, por exemplo.

O bacana é que você só paga quando o cliente clica em seu link. Além disso, a parametrização dessas plataformas é bastante eficiente, de modo que qualquer um pode criar uma campanha com poucos cliques e acompanhá-la passo a passo diariamente.

Com isso vemos que, realmente, há muitas maneiras de uma marca se fortalecer na internet e aumentar incrivelmente seus resultados.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.