Entre as ferramentas mais utilizadas do marketing digital, os e-mails marketing são muito comuns e engana-se quem pensa que esse canal morreu. 

Isso porque as estatísticas apontam justamente o contrário e prova disso é uma pesquisa da Pew Research Center que revela que 92% dos adultos usam a ferramenta e a maioria costuma checar a caixa de entrada diariamente.

Além de campanhas publicitárias e outras estratégias para captação de leads e conversão de potenciais clientes, esse canal também é um meio para ações de comunicação interna no ambiente corporativo.

Nos dois casos, a utilização da ferramenta é válida e com uma estruturação de conteúdo adequada, bem como o apoio de ferramentas de automação e análise de métricas eficazes, a expectativa é gerar bons resultados com a estratégia.

Afinal de contas, como usar o e-mail marketing? Existe um jeito certo de montar uma campanha? Qual é a periodicidade de envio do fluxo dos e-mails? Se você também está com essas dúvidas, ler este artigo é uma boa escolha!

Como montar um e-mail marketing?

Muitas campanhas de marketing são marcadas por tentativa e erro. No entanto, isso não dispensa um bom planejamento e até para redigir um e-mail você precisa ter uma justificativa.

Se o objetivo da campanha é promover a conscientização dos colaboradores em relação ao uso de uniformes profissionais femininos e masculinos, é interessante pensar na linguagem utilizada para captar a atenção do público.

Além disso, será preciso construir um título chamativo e um conteúdo relevante para mobilizar o público.

Uma ideia que pode ajudar essa estruturação é mostrar para seu público o quanto ele é importante no quadro da empresa e a atitude de usar o uniforme faz a diferença no time, na credibilidade e no conforto da rotina de trabalho.

Pesquisas de satisfação interna também podem ser feitas por e-mail e, para incentivar a participação dos colaboradores, você pode pensar em uma premiação estratégica ou bonificação.

Quando a proposta é fazer uma campanha de e-mail marketing para uma empresa específica que deseja aumentar o faturamento ou melhorar a taxa de abertura em relação às campanhas anteriores, existem algumas dicas mais direcionadas que podem ajudar. 

Tenha um assunto interessante

O tema do e-mail é essencial para a campanha dar certo. Pare e pense: as pessoas recebem conteúdo o tempo e todo e parar, por dois segundos que seja, para abrir uma mensagem já significa certo empenho.

Portanto, busque assuntos relevantes para seu público e persona da empresa e mostre o porquê vale a pena ler aquele conteúdo.

Uma empresa de móveis que faz armários planejados para quarto, projetos de móveis planejados e trabalha com design de interiores, por exemplo, pode ter um calendário temático como apoio.

Além de períodos marcados no comércio como a popular Black Friday, é interessante que a empresa tenha um sistema de automação para identificar os visitantes do site, os consumidores que já realizaram alguma compra e, assim, desenvolver um contato.

Mais ainda, oferecer uma recompensa para o público em troca do e-mail é uma alternativa para captação de novos leads. 

No caso desta empresa, uma revista digital sobre as tendências de decoração e mobiliário em formato de e-book é um exemplo. Ao criar uma landing page atraente e fazer anúncios nas redes sociais, as chances aumentam.

Conseguiu captar o lead? Pois bem, é hora de colocar algumas ações em prática para encontrar o assunto perfeito e cativá-lo. Veja algumas dicas abaixo:

  • Estude a jornada de compra do seu público;
  • Pesquise os interesses do público;
  • Crie títulos de e-mail atrativos e matadores;
  • Faça a entrega de um conteúdo exclusivo.

Defina uma periodicidade de e-mails, mas saiba avaliar a estratégia

Qual é a periodicidade ideal para o envio de e-mails marketing de modo que o destinatário fique feliz e não irritado com a campanha?

Essa é uma dúvida comum entre os profissionais que criam um fluxo de automação de e-mail marketing e é muito importante ficar atento aos sinais para não pisar na bola na hora de uma campanha.Mas, independente da ação, você precisará criar um calendário.

Digamos que o objetivo de uma empresa de portaria virtual é mostrar o quanto essa nova forma de monitoramento e segurança é uma tendência no mercado.

Com isso, o intuito é captar a atenção de pessoas que pensam em investir, mas possuem algumas barreiras financeiras ou de confiança.

Uma ideia da campanha é criar um webinar ou outra isca digital que agrega valor à essa persona em conteúdo, relevância e tempo. 

Dessa forma, você poderá iniciar a nutrição de um relacionamento e uma dica básica para começar o contato é um e-mail inicial de boas-vindas.

Nesse cenário, é importante avaliar a taxa de abertura do e-mail e, se houver uma participação do outro lado, é aconselhável estudar os hábitos do público e oferecer conteúdos que ela goste de receber. 

Se a campanha dura um mês, você pode fazer o teste de enviar quatro e-mails, sendo um por semana. 

No entanto, tudo é uma questão de análise das métricas na ferramenta de automação escolhida e de bom senso.

As empresas de usinagem que atendem as indústrias, por exemplo, podem trabalhar com ofertas, novidades do setor e pesquisar os hábitos de interesse das personas para saber como interagir.

Todo e-mail tem um objetivo e você precisa definir qual é o objetivo da campanha e a importância de cada comunicado para ela. 

Não envie conteúdo de SPAM e não faça envios para uma lista aleatória, ou você correrá sérios riscos da marca ser lembrada de uma forma negativa.

Ofereça conteúdo exclusivo

Quando um cliente assina uma newsletter, saiba que ele faz isso porque deseja receber conteúdos exclusivos. O mesmo pensamento é válido para o envio de comunicados no ambiente corporativo.

O que faz uma pessoa abrir ou descartar uma mensagem na caixa de entrada é o interesse e nada melhor do que mapear e entender os hábitos e preferências do público para apostar em ofertas assertivas, que agregam valor à jornada da pessoa.

para se ter uma ideia, as empresas de medicina do trabalho podem trabalhar com várias estratégias de marketing, como produção de materiais ricos, campanhas em vídeo, ações de sensibilização, produção e distribuição de cartilhas no meio digital e rodas de conversa.

Independentemente do cenário, o que atrai o público é a originalidade do tema, a proximidade do público com o assunto e a forma de abordar a temática. 

Nada de replicar conteúdos que você já enviou na lista de transmissão do WhatsApp no e-mail, viu? Surpreenda seu público e saiba vender o peixe da campanha!

Se um dos objetivos é falar sobre a importância do uso dos EPIs no desempenho de atividades industriais como a pintura epóxi ou a limpeza em altura, você deve utilizar uma linguagem convincente e mostrar como aquele assunto impacta na vida da pessoa.

Caso o motivo do e-mail seja algum comunicado de segurança da empresa, a linguagem de alerta deve ser ativada.

Independente da situação, mostrar que a campanha é única é vital para sua sobrevivência. Ninguém gosta de acúmulo de informação ou conteúdo duplicado.

Faça testes, identifique oportunidades

O calendário não é um recurso que serve para delimitar o tempo da campanha. Você pode utilizá-lo para identificar as melhores oportunidades de interagir com o lead. 

Em épocas de sol intenso ou tempestades, anunciar um serviço de cobertura de estacionamento e garagem para proteger a lataria do veículo pode ser estratégico.

O mesmo feeling vale para as festas de final de ano, em datas comemorativas como Natal, Ano Novo ou comemorações da empresa.

Lembre-se que a mensagem efetivada é aquela que chega no momento em que a pessoa procura por ela. Afinal, é muito chato receber várias mensagens indesejadas.

A realização dos chamados testes A/B, técnica que consiste na criação de mais de uma alternativa para a campanha de e-mail marketing e outras estratégias, é muito interessante para visualizar resultados por escolhas diferentes.

Você pode criar mais de uma abordagem e a partir das métricas do teste ver qual funciona melhor com seu público. 

Desse modo, vender um painel de led outdoor pode ser algo interessante para marcas de perfume, mas nem tanto assim para outros tipos de produto. Entende?

Descobrir isso requer pesquisa de mercado, análise, testes e uma boa remodelação de estratégia, caso seja necessário. 

Por fim, vale lembrar que o principal desafio não é se comunicar, mas saber como fazer isso, em qual momento e como identificar oportunidades para gerar impactos reais. 

No ambiente corporativo ou na publicidade, e-mails marketing devem agregar valor real à vida das pessoas ou o dinheiro e tempo investido no fluxo de automação é desperdiçado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *